Como reduzir tarefas manuais na programação de máquinas de corte?

0

Por Vinícius Bloss

Na programação de máquinas de corte (Plasma, Laser, Oxicorte, puncionadeiras…), a maioria das empresas enfrenta um problema parecido, que não está relacionado a uma falha ou incapacidade do software ou do programador, mas sim à natureza do processo.

Em empresas sem automações ou integrações com sistemas ERP, o processo de importação de OPs para programação pode consumir até 40% do tempo do programador. Com esse tempo, é dividido:

1. Impressão de ordens;

2. Separação de ordens conforme sua característica (material, espessura, data…);

3. Importação das ordens para o software de nesting.

Normalmente, esta é uma tarefa que exige tempo e atenção, pois, por exemplo, para fazer o aproveitamento de material, representado pela imagem abaixo, precisaríamos de 9 itens, um deles com quantidades distintas.

Se forem adicionados materiais e máquinas de corte diferentes a esta equação, o processo torna-se mais complexo, a atenção necessária aumenta e os riscos relacionados ao erro humano também crescem.

Figura 1- Imagem de um aproveitamento de material

Masterlink

Entendendo que o nesting acima é o resultado, como podemos ter mais segurança para importação de peças para a solução de corte, que é uma etapa fundamental do processo?

Uma das formas de reduzir e até mesmo eliminar as tarefas relacionadas à importação de ordens é integrar a solução de corte ao sistema ERP. No Lantek, o Masterlink é capaz de receber toda a demanda de produção e suas características, como:

  • Ordem
  • Pedido
  • Cliente
  • Material
  • Espessura
  • Data de entrega
  • Máquinas prevista para o corte
  • Entre outros

Essa integração pode ser feita com qualquer sistema ERP que permita troca de informações, mas como essa comunicação ocorre?

  1. O ERP gera uma necessidade de produção;
  2. Essa necessidade é informada ao Lantek;
  3. O Lantek importa as informações e disponibiliza ao programador;
  4. Após nesting e CNC feitos, informações de consumo são devolvidas ao ERP.

No GIF abaixo, esse fluxo é apresentado de forma resumida.

via GIPHY

Quais os benefícios de uma integração via Masterlink?

O que fazer quando mais agilidade e velocidade precisam ser atingidas no processo de programação, mas o sistema ERP não permite ser integrado a outros sistemas, devido a restrições técnicas?

Com o Lantek, quando uma integração mais robusta não pode ser feita, é possível agilizar a importação de peças por meio dos processos, permitindo a importação de um lote de peças por uma planilha do Excel.

Veja no vídeo abaixo como funcionaria esse processo!

Essa solução é gratuita nas versões atualizadas do Lantek e pode ser configurada facilmente. Quer saber mais sobre as possibilidades de integração com sistemas ERP? Saiba mais no nosso site. Clique aqui e confira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui