Hospital Criança Conceição lança mascotes de segurança do paciente em parceria com a SKA

0

O Hospital Criança Conceição (HCC), hospital pediátrico do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), em parceria com a SKA, concretiza o projeto de Gestão de Risco Assistencial (GRA), fazendo uso da impressão 3D como solução. O projeto tem como objetivo engajar pacientes da pediatria e seus responsáveis na temática da segurança. Assim, foram criadas mascotes e histórias lúdicas para representar as seis metas internacionais de segurança do paciente elaboradas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A ideia de validar as histórias desenvolvidas surgiu dentro do projeto de pesquisa do Mestrado em Avaliação e Produção de Tecnologias para o SUS do GHC. As metas listadas na Portaria Nacional para Segurança do Paciente (PNSP 529/2013) são:

  1. Identificar corretamente o paciente – representada por Pulsa e Idêntica, duas pulseiras;
  2. Melhorar a comunicação entre profissionais de saúde – representada por Komunique, uma mandíbula;
  3. Melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos representada por Xaropinho, um recipiente de xarope;
  4. Assegurar cirurgia em local de intervenção, procedimento e paciente corretosrepresentada por Tesoura Teresa e Mari Corta, duas tesouras;
  5. Higienizar as mãos para evitar infecçõesrepresentada por Mano, uma mão;
  6. Reduzir o risco de quedas e úlceras por lesãorepresentada por Dona Ana e Tom, uma banana e um tomate, respectivamente.

Para a pediatra Priscila Amaral, uma das idealizadoras do projeto, “a criança tem um pensamento muito concreto, de precisar tocar em algo para conseguir compreender melhor. Ter um boneco físico faz toda a diferença para a compreensão e fixação dessa ideia. Logo depois de realizarmos as atividades com as crianças, já conseguimos ver uma mudança de comportamento nelas com as suas famílias”.

A elaboração das mascotes é uma iniciativa da equipe do Hospital Criança Conceição composta pela pediatra Priscila Amaral, pelo psicopedagogo Sérgio Dório, pela farmacêutica Stephanie Greiner e pela enfermeira responsável pela GRA-HCC Victória Sakamoto, além de contar com o apoio das estagiárias do serviço, a acadêmica de farmácia, Bruna Wortmann e a acadêmica de enfermagem, Fernanda Carvalho.

Parceria GHC e SKA

A SKA possui uma parceria com o GHC desde 2020, com o início da pandemia por COVID-19. Nesta época, foi desenvolvido e aperfeiçoado um dispositivo utilizado por pacientes que necessitam de ventilação mecânica para respirar, que acopla o respirador ao paciente nas UTIs. Por conta da alta demanda gerada, o mercado não possuía recursos suficientes.

Segundo a gerente de ensino e pesquisa do GHC, Bruna Donida, “os produtos desenvolvidos em parceria entre o GHC e a SKA e testados por meio dos projetos de pesquisa do mestrado profissional em avaliação e produção de tecnologias para o SUS do GHC são exemplos claros de que estamos alinhados com a missão institucional do Grupo, de oferecer atenção integral à saúde pela excelência no ensino e pesquisa. A inovação é feita quando temos funcionários atentos a estas necessidades e que conseguem ser resolutivos. Termos parceiros como a SKA faz com que seja possível tirar essas ideias do papel”.

Os enfermeiros Cléber Verona e Thiago Thomé Silveira e o médico intensivista Luiz Gustavo Marin, do GHC, em parceria com o Engenheiro José Filipe Trilha de Carvalho e o técnico Micael dos Santos Mota, da SKA, desenvolveram e aperfeiçoaram o dispositivo que hoje está em processo de patente.

Para o CEO da SKA, Siegfried Koelln, “em ambos os projetos desenvolvidos em parceria com o GHC, podemos observar um dos principais objetivos da SKA: promover soluções que ajudam a revolucionar a forma com que pensamos a Engenharia, buscando sempre por ferramentas que auxiliem a sociedade. Assim como no projeto sobre o dispositivo dos respiradores, a impressão 3D se mostra uma solução viável e confiável para diversos usos, não apenas como protótipos, como geralmente imaginamos, mas também como produtos que estão presentes no nosso dia a dia”.

Na ocasião, foi entregue à SKA o livro “As mascotes de segurança do paciente”, oriundo do projeto de Gestão de Risco Assistencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui