Como trabalhar com lista de engenharia (EBOM)

0

Introdução

Em 100% dos casos, é necessário se trabalhar com uma estrutura de produtos nas engenharias. As estruturas não terminam nas listas que são geradas no sistema CAD; o tratamento da estrutura que surge é apenas o início de toda a cadeia de gestão de uma estrutura de produto. Hoje, vamos falar sobre como trabalhar com lista de engenharia, a EBOM.

Visão BOM

Para empresas que desejam controlar apenas a lista de materiais (BOM) que nasce no CAD, sem olhar para a continuidade do produto, um sistema GED ou PDM é mais que suficiente, pois atende não só o controle dessas listas, mas também disponibiliza ferramentas de gestão dos arquivos gerados e modificados no sistema CAD.

Porém, quando entramos no perímetro de incluir Itens não Desenhados (tinta, óleo, graxa, papelão, adesivo etc.) em uma estrutura de produtos ou até mesmo reorganizar os itens da estrutura no sistema de engenharia, não podemos exigir que o GED ou PDM faça este nível de interação, pois não é a finalidade deste tipo de sistema realizar essa ação em uma estrutura.

Caso a sua necessidade seja gerir a EBOM e continuar com sistemas GED/PDM, obrigatoriamente será necessário a realização de integrações com sistemas externos para atender a esta necessidade.

Em grande parte das empresas, existe uma etapa após o desenvolvimento do projeto que é chamada de “cadastro”, em que existem pessoas especificamente olhando para a estrutura de produto. Em alguns casos, os próprios projetistas ficam horas olhando para listas geradas do CAD (CADBOM) em Excel tratando os itens, criando itens não desenhados e reorganizando tudo o que é necessário na estrutura de produto para, somente depois, escrever um a um no sistema ERP da empresa.

Visão EBOM

Para que não seja necessária a criação de diversas integrações entre os sistemas, interligando desnecessariamente ambientes diferentes, arquivos soltos, perdidos, em lugares diversos e linguagens distintas de programação, podemos utilizar um sistema PLM para a gestão da estrutura de produto na Lista da Engenharia (EBOM).

Com um sistema PLM, é possível realizar o controle não só da BOM gerada pelo sistema CAD, mas também gerar, com a BOM, itens que não foi preciso desenhar ou pensar no momento do desenvolvimento do projeto. Esta é uma ação que precisa ser realizada após o desenvolvimento dos itens que compõem o projeto.

De uma maneira mais sistêmica e totalmente confiável, é possível realizar todo o controle necessário para ajustar a lista da engenharia conforme necessidade real do produto final que será produzido pelo PLM.

Plataforma 3DEXPERIENCE

A Plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes® oferece a possibilidade para você iniciar do básico (PDM) com gestão da lista de produtos, até níveis mais avançados, interligando disciplinas em um mesmo ambiente de trabalho. Este sistema é totalmente modularizado, onde você pode evoluir seus sistemas da forma que desejar.

Gestão da EBOM na Plataforma 3DEXPERIENCE

No momento que um arquivo é enviado à Plataforma 3DEXPERIENCE, este arquivo passa a ser conhecido como um objeto. Neste sistema, o objeto que vem de um sistema CAD é conhecido por Physical Product.

Dessa maneira, sob a ótica de um produto, passamos a analisar a Lista de Materiais (BOM) como uma Estrutura de Produto. Nesta estrutura, existem diversos objetos Physical Products, compondo, inicialmente, a lista que surge no sistema CAD (CADBOM).

A partir dessa estrutura de produto que já foi enviado à Plataforma, podemos iniciar algumas modificações, adicionando itens não desenhados ou até mesmo outros itens que estejam no espaço colaborativo.

Os itens da estrutura de produto na Plataforma 3DEXPERIENCE passam a se chamar Itens de Engenharia, podendo ser não apenas objetos que compõem o produto físico, mas também documentações que permeiam toda a cadeia do produto, sejam eles catálogos, especificações do produto, documentações de normas técnicas e outras necessidades de documentação para o produto em questão.

Com a Lista de Engenharia (EBOM) já tratada de acordo com as necessidades do produto, incluindo readequação de itens, novos itens de engenharia, novos documentos, revisões necessárias e outras atividades, está na hora de aprovar toda a estrutura do produto para realizar a integração com o ERP da sua empresa!

Conclusão

Realizando todas as tratativas em um único sistema, todo o processo se torna mais rápido, fácil e confiável. Desta forma, pode-se garantir a integridade do produto da sua empresa, desde a parte estratégica da concepção do produto (PLM) até a parte operacional (ERP).

Com a Plataforma 3DEXPERIENCE, sua engenharia pode melhorar a performance de toda a equipe. Tarefas que antes precisariam de 3 ou 4 passos para serem realizadas, com pessoas diferentes, em salas ou até mesmo setores variados, agora são possíveis de tratar e gerenciar de fato em uma única tela.

A sua estrutura de produto não ficará somente com as possibilidades apresentadas neste post. A Plataforma 3DEXPERIENCE disponibiliza diversas tratativas para sua lista de produto. Sinta-se à vontade para conversar com a equipe da SKA sobre essa e diversas outras possibilidades para sua empresa! Acesse o nosso site e conheça as nossas soluções.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui