Tecnologia para todos

 

Por Alexandre Mayer,
Comercial VS na SKA

 

 

 
Tenho por hábito conversar com meus clientes sobre temas relevantes e atuais relacionados às práticas mais modernas do mundo da manufatura, contextualizando as suas realidades, frente a esse novo cenário. Dias atrás, em uma destas conversas, um cliente fez a seguinte afirmação: “sou muito pequeno para implementar a manufatura digital e isso não refletirá em retorno financeiro no curto prazo, pois projetos assim demandam muito tempo”. Respondi a ele, relembrando os primeiros conceitos de manufatura digital que aprendi, explicando de maneira detalhada como a tecnologia ainda mantinha as premissas de modularização do passado agora no presente.
 
O ano ainda era 2007, havia concluído uma primeira etapa de treinamentos e estudos. O entendimento dos principais conceitos da Manufatura Digital e a relação Produto, Processo e Recurso estavam bem claros. O foco dos projetos a serem executados foi modificado, a abordagem aos clientes adaptada e uma nova realidade sob o aspecto técnico e comercial precisava ser desenvolvida. Desenvolver projetos mecânicos possibilita a fabricação de determinado item ou produto, onde a sua aplicação já está definida em seu conceito, e um projeto que envolve a manufatura digital, qual é o propósito? Como tratar diversos assuntos em uma tecnologia só? 
 
Quando desenvolvemos um novo conceito produtivo, seja ele a partir de uma linha de produção totalmente nova ou da modificação de uma linha existente, algumas análises são extremamente importantes para que este novo conceito ou modificação possam ser aplicados na prática e de maneira eficiente. Normalmente estas análises são feitas sob a óptica de tentativa e erro ou por meio de simulações físicas. Em ambos os casos, o custo e o tempo de resposta são extremamente altos.
 
O contexto da Manufatura Digital é imenso, com diversas disciplinas e objetivos distintos que podem ser aplicadas na sua totalidade ou de maneira isolada, mantendo uma área de intersecção entre cada uma delas. Este entendimento foi fundamental para identificar a aplicação nas primeiras oportunidades de utilização da tecnologia, sabendo classificar a disciplina correta ao respectivo problema ou necessidade encontrada, entendendo que este modo de operação se encaixaria melhor no mercado industrial Brasileiro.
  
Para esclarecer, listo as disciplinas mais usadas:
 
Planejamento do Processo 
Processo de Manufatura 
Simulação de Ergonomia 
Programação Offline de Robôs 
Simulação do Fluxo de Fábrica e do Abastecimento Logístico 
Otimização do Sequenciamento de Produção 
Balanceamento de Linha 
Apontamento de Produção e Análise do OEE
 
Parece evidente que o melhor ambiente é aquele que engloba todas as disciplinas, pois todas as análises podem ser executadas em um mesmo cenário e o maior número possível de respostas serem atendidas. Mas, no dia a dia das indústrias, a realidade é diferente, com necessidades específicas se sobrepondo muitas vezes a uma visão estratégica de médio e longo prazo, ainda mais quando falamos de pequenas e médias empresas.
 
Assim, minha resposta ao cliente foi, que para se obter um retorno financeiro de curto prazo é necessária a utilização da tecnologia de maneira mais focada, como, por exemplo, analisar o fluxo de abastecimento da fábrica ou o fluxo produtivo utilizando o Factory Flow Simulation, ou analisar a programação offline de robôs utilizando o Robotics, ou ainda, para tratar de questões relacionadas a apontamento de horas e obtenção do OEE, utilizar o SYNECO e assim por diante, com entregas rápidas e aplicações voltadas para a necessidade imediata.
Deste modo, pequenas e médias empresas podem introduzir a tecnologia da manufatura digital resolvendo questões pontuais e focando em necessidades específicas, selecionando a ferramenta correta, conectada em todas as disciplinas e com perspectiva de escalabilidade. Além disso, é fundamental o suporte de um parceiro de negócios apto a identificar a necessidade, sugerindo o melhor caminho a ser trilhado.
 
A SKA auxilia empresas a embarcarem no conceito da indústria 4.0, tornando seus processos mais otimizados, através de soluções líderes de mercado. Quer trazer esta inovação para sua empresa também? Fale conosco através do ska@ska.com.br, ou preencha o formulário abaixo:
 
 

 


Notícias relacionadas

Por Alexandre Mayer, Comercial VS na SKA No texto passado , iniciei uma série de abordagens específicas a respeito das disciplinas que compõem a...
Por Alexandre Mayer, Comercial VS na SKA Coincidentemente, antes de enviar este artigo para publicação acabo de ler que o primeiro carro totalmente...
Por Alexandre Mayer, Comercial VS na SKA Quando analisamos a aplicação da Manufatura Digital no contexto de uma corporação, é imprescindível comparar...