PDM ou PLM?

Por Guilherme Kastner,
Engenheiro de Aplicações da SKA

Há aproximadamente 20 anos o mundo da informática começou a mudar com a popularização do Windows e dos programas de aprendizado fácil. Com isso, softwares como o AutoCad no âmbito de projetos 2D e o SolidWorks para projetos 3D foram responsáveis por mudar as engenharias como nunca.

Com novos softwares, se tornou necessário administrar os arquivos criados através deles. No passar dos anos foram surgindo ferramentas com novas siglas para novos produtos

  • GED
  • PDM
  • PLM

Nos últimos 10 anos, com o surgimento do SolidWorks PDM, esse tipo de produto se tornou muito popular em engenharias mundo a fora. Mas qual a definição de um PDM?

Product Data Management – Gerenciamento de dados de projeto

Basicamente o PDM é um gerenciador de arquivos e ele tem como objetivo definir uma série de critérios:

  • Localização de arquivos com base em características ou propriedades
  • Controle de acesso aos documentos
  • Criação de fluxos de aprovação e desenvolvimento de arquivos
  • Gerenciamento da lista de materiais gerada a partir do modelo CAD

De forma resumida, um PDM gerencia os arquivos gerados pelo CAD mas existem mais coisas com as quais precisamos nos preocupar como:

  • Gerenciamento de tarefas de um projeto
    • Gerenciamento de entregáveis
    • Controle de tempo gasto em tarefas
  • Requerimentos e especificações
  • Gestão de melhorias
  • Controle de garantia
  • Configurações de produtos para vendas
  • Gestão de propostas comerciais

Dos itens acima, todos fazem parte de uma solução PLM.  Podemos ver no gráfico acima, em inglês, as principais características. Em vermelho estão destacados todos os itens que são cobertos pelo PDM.

Com isso, deve-se registrar que os outros itens não são abordados apenas pela engenharia de produtos, mas sim por diversos setores da empresa como comercial, engenharia de produção, manufatura e outros.

Uma das grandes diferenças de um sistema PLM é que não se trata da gestão de arquivos, mas sim da vida do produto com informações sistêmicas onde toda a corporação poderá interagir e alimentar com informações relevantes a cadeia produtiva.

Ao longo dos anos os grandes desenvolvedores de CAD passaram a voltar os seus sistemas a este tipo de solução, vide o caso da Dassault Systèmes que junto a SolidWorks lançaram a solução integrada. O grande objetivo para um CAD integrado é o desenvolvimento da lista de materiais de forma instantânea e gerenciamento de versões e revisões do arquivo. Abaixo contamos com um exemplo do funcionamento dessas funcionalidades.