DriveWorks: o cerne da automação de processos da engenharia CAD



Por Athos Alves de Souza

Área Técnica da SKA

 

Artigo publicado originalmente em athos.blog

Imagine produtos como portas, janelas, divisórias, moveis, portões e qualquer outro produto customizável, ou seja, o produto é o mesmo, porém diferente. Agora pense no trabalho e custos para customizar um projeto para o cliente. Vamos listar aqui algumas das tarefas repetitivas a considerar. Se você é uma dessas empresas ou trabalha em uma dessas empresas, certamente vai se identificar com essas tarefas ou possivelmente todas elas:

1 - Passa um orçamento baseado em um produto padrão, incluindo uma margem maior para caber as customizações solicitadas (esse orçamento pode não ser muito competitivo, não é mesmo?);
2 - Passa um orçamento com margem maior porque se for enviar para a engenharia avaliar vai demorar muito (mesmo caso do item anterior);
3 - Demora horas ou até dias para passar um orçamento de customização de um produto consolidado.
4 - Na engenharia, o projetista precisa parar o novo design em que está trabalhando para atender a demanda de customização de um desses produtos consolidados que, na prática, vai copiar o projeto de uma outra pasta, fazer as alterações e salvar novamente;
5 - Renomea arquivos para inserir os novos códigos
6 - Cria arquivos neutros, dwg, dxf, pdf;
7 - Atualiza os detalhamentos, legenda;
8 - Salva cópias de arquivos e documentos em outras pastas preparando para acesso da produção;
9 - Cria e envia arquivo de detalhamento para a área comercial que, por sua vez, envia ao cliente para a validação;

Claro… certamente há bem mais tarefas como estas. Tarefas repetitivas que, quando surge a customização de, por exemplo, uma porta, geralmente é este o comentário:

– Mas é tudo isso só para especificar uma simples porta?

Então, meu amigo, com o DriveWorks uma porta passa a ser uma simples porta.
Ou uma simples divisória passa a ser realmente uma simples divisória.
E qualquer produto customizável passa a ser rapidamente orçado de maneira mais precisa, rápida e sem gastar tempo de engenharia.

Explicando de forma geral simples em 3 etapas:


Etapa 01
Com o DriveWorks dentro do SOLIDWORKS, você abre os projetos e captura os componentes, dimensões e recursos que corriqueiramente são customizados.

Etapa 02
No DriveWorks, você cria uma interface amigável para que o seu cliente possa compreender e inserir as customizações que deseja. Você também insere os limites e possibilidades de customização previstos em seu produto.

Etapa 03
Na etapa 03, você une a interface amigável e os componentes, dimensões e recursos para aplicar regras, também definir locais de salvamentos, nomes, propriedades e mais uma porção de tarefas repetitivas a automatizar.

Então, temos um interface amigável e simples, onde você entrega ao cliente um método rápido de como pode customizar o seu produto.

O DriveWorks cria a especificação a partir da entrada das informações do cliente e cria a versão customizada no SOLIDWORKS.
Salva todos os arquivos nas pastas conforme as regras inseridas no DriveWorks, gerando documentação e exportando para diversos formatos.

Como pudemos ver, é uma ferramenta poderosa para automatizar tarefas de engenharia de projetos CAD.

Aos amigos, obrigado pela leitura!


Notícias relacionadas

Por Athos Alves de Souza Área Técnica da SKA Quem aqui que não tem uma planilha de excel mágica para orçamentos? E se fosse possível criar uma...
Por Athos Alves de Souza Área Técnica da SKA O DriveWorksXpress permite que você aplique o seu conhecimento e experiência criando regras de projeto...
Por Athos Alves de Souza Área Técnica da SKA Você sabia que pode usar o DriveWorksXpress em seu SolidWorks sem ter que comprar isso? O DriveWorks é...